Lutas laborais nos primórdios da Guerra Colonial - Apresentação de livro

Em finais dos anos 50 o colonialismo português apodrecia. Os povos africanos reagiam ao trabalho forçado. Os eternos escravos já decidiam fazer greves. E a resposta de Lisboa foi a pior possível: avançar com a guerra declarando que não havia guerra nenhuma. Foram essas lutas de caráter laboral que, definitivamente, em Pindjikiti (Guiné), Mueda (Moçambique), e Caçanje (Angola) põem nos carris o imparável comboio das lutas armadas pelas independências.

A direção da UPP Universidade Popular do Porto e o Autor, Jorge Ribeiro, têm o prazer de convidar os sócios e alunos da UPP e público em geral para a apresentação do livro “Lutas laborais nos primórdios da Guerra Colonial”, editado pelo Centro de Estudos Africanos da Universidade do Porto, que terá lugar no próximo dia 24 de Outubro (Quarta-feira), pelas 18h.00, na UPP, Rua da Boavista, 736, Porto (Metro: Carolina Michaelis).

Tema:

Data: 
Quarta, Outubro 24, 2018 - 18:00

Retratos de Viagem - Exposição de Fotografias de Jorge Barros

A exposição de fotografias "Retratos de Viagem", do Arq. Jorge Barros, estará patente ao público na sede da UPP - Universidade Popular do Porto, de 17 de Setembro a 8 de Outubro,

A Direção da UPP e o autor convidam os sócios da UPP e o público em geral a participar na inauguração dessa exposição na segunda-feira, 17 de Setembro, às 17H00.

Cursos de dia começam em 17 de Setembro

O novo ano letivo dos cursos livres da UPP começam na segunda-feira, 17 de Setembro.
As inscrições continuam abertas.

A PROPÓSITO DO FILME “O JOVEM KARL MARX”, com Guilhermino Monteiro

Por motivos imprevistos, a data desta iniciativa foi alterada para
o dia 20 de Julho, SEXTA- FEIRA, às 18h.30, na UPP.
Contamos com a vossa presença.

Data: 
Sexta, Julho 20, 2018 - 18:30

CONFERÊNCIA DE SÉRGIO RIBEIRO: Uma leitura (no ano do bicentenário de Marx) sobre ética e estética - O “bom” e o “bonito” em economia

Segunda feira, 09 de Julho 2018, às 18 horas, na UPP

Em intervenção num painel – Economia & Direito: entre ética e estética –, de acção de formação de professores com o título genérico Ética & Estética: leituras possíveis, apoiei a minha leitura possível em textos de Marx, nomeadamente nos Manuscritos de 1844. Assim me embrenhei, de novo, no processo que, iniciado documentalmente com as cartas do jovem estudante a seu pai, tem um patamar em 1867 com a publicação do Livro 1º de O Capital, e está inacabado porque é inesgotável… e imparável. Essa participação serviu para assinalar o segundo centenário do nascimento de Marx, e serve, desde que adaptada, a outros espaços de exposição e debate onde tal se queira assinalar.

Podem identificar-se duas leituras possíveis de ética e estética (com sub-leituras) nos contextos, textos e termos da área do conhecimento que se usa chamar economia. Exponho, para abrir debate, uma leitura – de economista por profissão, deformação e formação – que se escora no processo marxista de crítica da economia política (em necessária permanente actualização), partindo sempre dos seus conceitos teóricos e análises de funcionamento, versus leituras tecno-pragmáticas pouco éticas e nada estéticas, ou melhor, que escondem uma moral sua e uma estética de élite, sob manto de enganadoras e públicas bondades e diáfanas e privadas belezas.

Sérgio Ribeiro

Tema:

Páginas

Subscribe to Universidade Popular do Porto RSS